Mostrando postagens com marcador Saúde. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Saúde. Mostrar todas as postagens

18 de mai de 2015

Críticas à Padilha do PT é ódio e intolerância: Na "PTrolândia"

Mais uma das novas regras do PT parece ser, "critique que iremos sair gritando a palavra ódio e intolerância contra pobres e injustiçados petistas". Agora foi Padilha que saiu colocando as palavras "ódio e intolerância" onde havia uma crítica e protesto, protesto até justificável se levar em consideração tudo o que o brasileiro tem passado pela ganância e sede de poder de petistas.

Padilha diz que falar a verdade sobre o Mais Médicos é ódio contra PT, na ptrolândiaEm um restaurante um homem criticou Padilha pelo programa "Mais Médicos". Como muitos, ele percebeu que não seria um programa ruim, porém foi vergonhosa a demora em tratar das demandas da saúde, tudo isso com a finalidade de atender também a um plano obscuro, e comprovado que, um de seus objetivos era o uso do "Mais Médicos" para ajudar financiar a ditadura cubana, e, tratar os médicos cubanos como escravos é ainda mais terrível. Esses médicos vivem um tipo de tortura psicológica, além de ter a maior parte de seu salário desviado para o governo deles, seus familiares ficam impedidos de saírem de Cuba, funcionando como reféns de uma ditadura, e assim, nem mesmo reclamar esses médicos podem, pois estão de "mãos atadas".

Um lado bom da internet, é a possibilidade de desmascarar fraudes intelectuais, o Luciano chamou a atenção e desmontou mais uma farsa que se tornou um modo de defesa dos petistas contra verdades, que é mentir que protestar contra o PT é simplesmente odiar. Veja o artigo abaixo:

Ceticismo político: "Padilha diz que falar a verdade sobre o 'Mais Médicos' é 'ódio'"

O ex-ministro da saúde e candidato derrotado ao governo de São Paulo Alexandre Padilha deu outro show de cinismo aterrador ao reclamar que foi vitima de “inaceitáveis instantes de intolerância”. Na ótica de Padilha, dizer a verdade sobre o Mais Médicos significa criar “clima de agressão, desrespeito, ódio e intolerância”.

Ocorre que Padilha almoçava em um restaurante chique de São Paulo quando um dos clientes se levantou e bateu com o talher em uma taça, pedindo “um minuto de atenção”.

Disse o cliente: “Eu queria dizer que temos aqui a ilustre presença do ex-ministro Alexandre Padilha, que nos brindou com o programa Mais Médicos, da presidente Dilma Rousseff, responsável pelo gasto de R$ 1 bilhão que nós todos otários aqui pagamos”.

O que há de mentira na frase acima? Absolutamente nada. Então para o petista a regra é essa: sempre que você disser uma verdade incontestável sobre ele é “ódio”. Talvez por que no fundo Padilha saiba que a verdade mostra que o tráfico de escravos com finalidade de enviar dinheiro a uma ditadura de sádicos é vergonhoso mesmo.

O problema não é a intolerância de quem relembra o passado de Padilha. O passado de Padilha é que é intolerante.
Fonte, Ceticismo político - Luciano Ayan

Possivelmente o cliente que protestou estava bem informado e correto nos números, pois só em 2013, no início do plano foi repassado mais de 500 milhões de reais para Cuba em pagamento ao "Mais médicos", e estamos em 2015, em regra 60% do salário desses profissionais "terceirizados" vai para mão do governo cubano, mas existem informes de que pode chegar a 75%. Além do fato do salário deles ser extremamente menor ao pago aqui para um médico, se eles fossem brasileiros, baseado no salário que recebem e nossas leis trabalhistas e salariais poderia ser considerado ilegal.

No Wall Street Journal: Tráfico de médicos escravos, adotado por Dilma, “é o crime perfeito”. Cuba ganha quase U$$ 8 bi ao ano e posa de solidário

15 de dez de 2014

'De Frente com Gabi' expõe problemas de padre Marcelo Rossi

Será que houve um erro de Gabi ter exibido a entrevista com o padre Marcelo Rossi? Será que não poderiam ter feito o dobro de perguntas para selecionar aquelas com mais qualidade e que iriam expor menos a 'fragilidade' da saúde do padre?

Marilha Gabriela comete erro ao entrevistar padre Marcelo RossiMe parece que o padre, na entrevista no programa 'De Frente com Gabi', estava sob efeito de remédios, ou, ainda está apresentando algumas sequelas deixadas pela "extrema-anorexia"(ou consequente subnutrição), se é que ele realmente está livre do problema, caso ele ainda esteja 'doente', cabe a família insistir num tratamento. Acho que talvez o padre(assim como toda pessoa) precisaria ser mais humilde e aceitar a ajuda da ciência(médicos e remédios), se Deus nos concedeu ela, é para fazermos bom uso dela, e sermos humildes a ponto de reconhecer e valorizar o conhecimento médico, se é que a doença deixar que ele chegue a essa conclusão, pois parece afetar uma tarefa do cérebro, de reconhecer-se doente.

A impressão que uma parte da entrevista deixou, é que ele está com a "mania" de sentir-se na obrigação de convencer as pessoas de algo, ou seja, parece sintoma de pessoa que enfrenta a negação de uma doença ou vício. Muitas pessoas com esse tipo de "doença" negam ela a si mesmos e aos outros, por muitas vezes, precisam convencer alguém de que elas ainda estão no controle, ou que estão bem, estão se tratando.... O padre, acho que até por duas vezes, chegou ao ponto de pedir para Gabi olhar em seus olhos para acreditar no que ele diria, isso é um costume típico de alguém já teve que agir assim por muitas vezes, de alguém que acredita que sua palavra será colocada em dúvida pelo fato de isso estar ocorrendo com certa frequência, talvez discretamente ou de maneira indireta.

Outra situação onde foi possível perceber que o padre não estava nos seus melhores dias, foi a dificuldade dele em conseguir responder as perguntas apresentando uma conclusão clara

21 de out de 2014

Se o cavalo é usado para fazer vacina, o dinheiro investido nele é em saúde, de Minas, para o país

Dilma afirmou que, "É duro engolir que vacina para cavalo seja contabilizada como gasto em saúde", quando se referiu ao modo de governo de Aécio Neves, mas, o que é duro engolir é a mentira e capacidade de distorcer os fatos, de desinformar, que a presidenta Dilma do PT tem. Você acha que ela não sabia que os cavalos tratados com dinheiro da saúde era usado para desenvolver vacinas, você acredita que uma presidente não tem assessores para lhe informar da verdade, que ela é uma coitada mal informada, se ela teve a informação que o dinheiro da saúde foi usado em cavalos, mas, que não informaram ela que tais cavalos eram usados para desenvolver vacina.

Sujeira da mais grossa, assim como os cavalos, outros animais são usados para prover a saúde humana, cães, macacos, ratos ou camundongos, etc.

20 de set de 2014

Mosquito da dengue transmite febre chikungunya: ALERTE para que evitem criadouros

Mosquito da dengue transmite febre chikungunya: ALERTA
Mais do que nunca é o momento de acabar com criadouros do mosquito, um novo surto pode se espalhar.
COMPARTILHE

Após o primeiro caso interno de febre chikungunya confirmado no Amapá, outras 21 pessoas estão com suspeita de estarem com a doença, saiba mais em G1.Globo.com (clique)

Além dessa nova doença, em 2011, a dengue apresentou mais um tipo, tipo 4, por tal motivo, mais do que nunca é a hora de prevenir.

16 de set de 2014

Botos, amistosos por natureza, usados como agentes auxiliares em fisioterapia

Os botos são animais mamíferos e amistosos por natureza, e podem ser usados como agentes auxiliares em fisioterapia.

Animais amistosos por natureza, o boto e golfinho

Na natureza, são raríssimas as espécies de animais capazes de socializar com outras espécies, se perguntar a estudiosos
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...