25 de set de 2015

Itália extraditará mensaleiro e isso humilha tese Lulatica de julgamento político do mensalão

Mais uma vez, agora definitivamente a decisão da justiça italiana em extraditar um mensaleiro detona a tese de julgamento político do mensalão, mostrando a brasileiros que tese de julgamento político do mensalão era falácia de petista, só para não dizer mentira deslavada. E acredite, teve muito militante que saiu repetindo isso na web, inclusive vi casos de pessoas que se humilharam ao ponto de reproduzir textos da defesa de advogados que tentaram essa tese, tudo isso para defender políticos petistas e o partido.


Mensaleiro do PT estraditado da italia agora preso no BrasilDecisão da Itália é como um endosso ao julgamento do mensalão e de que nunca se tratou de um tipo de julgamento político, mas sim de tentativa de fazer justiça no Brasil, justiça de verdade que não diferencia posses, influência, cor..., mas que talvez nem mesmo foi feita, graças a leveza das penas e principalmente ao golpe de Dilma em mudar a legislação que ajudou libertar mensaleiros, claro que isso nem precisaria ser dito não fosse a insistência vergonhosa de petistas em iludir a militância para tentar mentir aos brasileiros que "mensalão nunca existiu", ou, de ficar aí chamando de heróis e aplaudindo aqueles condenados ou investigados por um crime contra a democracia, sem contar desvios de dinheiro, foi um grave crime contra a democracia por abusar do uso de dinheiro de impostos para comprar votos de parlamentares eleitos pelo povo, parlamentares esses que ao invés de trabalhar para aquilo que foram eleitos, venderam seu voto em favor de projetos que possivelmente iam em sentido contrário às promessas que tais parlamentares fizeram aos seus eleitores ou contra os ideais que defenderiam, caso não tivessem sido comprados.
"O mensalão continua", agora, a moeda de troca são ministérios e outros cargos, quando não verbas parlamentares, quando o partido do governo não usam ONGs e sindicatos pagos com dinheiro de impostos para forçar governadores e prefeitos de cidades a darem apoio ao governo Dilma.

Pizzolato ajudou em desvio milionário e ganhou milhares, ou milhões

Saiu no O Globo:
Pizzolato foi condenado pelo STF no julgamento do mensalão a 12 anos e 7 meses de prisão. Segundo o STF, ele cometeu os crimes de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro. Ele autorizou o repasse de R$73,8 milhões do Banco do Brasil, em 2003 e 2004, do fundo Visanet à DNA(agência de publicidade do empresário Marcos Valério).

Pizzolato, que recebeu R$336 mil do esquema, fugiu em 2013 do Brasil com um passaporte italiano falso no nome do irmão morto em 1978. A defesa de Pizzolato usou como argumento o caso do italiano Cesare Battisti, que teve o pedido de extradição para a Itália negado pelo Brasil. A defesa do ex-diretor do BB apelou para o princípio da reciprocidade, em que a Itália deveria tomar a mesma decisão tomada pelo Brasil.
Fonte: O Globo



https://youtu.be/M5bOtqmvJHE


Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...